2

A certeza nos dias incertos...



Nesses dias de incertezas, tenho estado bastante sozinha comigo mesma...
Tenho desligado sons externos e internos para exercitar-me no pensamento.


E com a vida e os pertences 'fora de lugar' vou também fazendo descobertas...
Vou descobrindo que preciso de muito pouco para satisfazer-me
Vou percebendo que nada do lado de fora pode dar vida a minha vida, somente aquilo que carrego dentro de mim por onde quer que eu vá, mesmo que seja a Eternidade
Vou me detendo menos com cristais, tecidos e formatos e me lambuzando mais com canecas, mãos e plásticos... e assim redescobrindo o valor do simples.


Enquanto espero minha vida se organizar do lado de fora,
Vou revendo armários do lado de dentro,
Equacionando questões e apreciando soluções
Colocando diante do Pai a bagunça interna que não sou capaz de reordenar
E pacificando nas minhas gavetas, questões, pessoas, situações, passado... todas bem etiquetadas cujo rótulo não ouso dizer... Ele sabe e isso me basta.

Enquanto vivo dias incertos,
Vou me enxergando nas certezas indissolúveis...
Minha vida realmente não me pertence...pertenço a Ele
Meus amores precisam saber-se amados enquanto eu os tenho, porque também não são meus...
Meu dia pode ser cheio de ternura ou repleto de peso... eu é que decido a companhia.
Meus temores podem se solidificarem se eu retê-los em mim.. ou se dissolverem se eu entregá-los ao Pai...
Minhas lágrimas podem se tornar aprendizado ou amargura... eu é que escolho o que fazer com elas...

Tenho até apreciado as incertezas da vida... descobrindo no núcleo delas minhas certezas que me fazem seguir Nele... na companhia de mim mesma...

Sonhar é acordar-se para dentro", já dizia Mário Quintana... e assim vou seguindo... acordando e dormindo, de forma que sempre sonhando... mesmo que em tempos incertos!

2 comentários:

Amapola

Boa noite.
Para ser feliz não precisa muito. Precisamos nos conhecer o máximo que conseguirmos, e focar o que nos é importante, para lutarmos pela conquista de tal objetivo, por menor ou maior que ele seja.

Se nos sentirmos inteiros em qualquer aspecto da vida, nossa auto-estima se encarregará de nos oferecer a paz que a estabilidade trás.

Um grande abraço.

Maria Auxiliadora (Amapola)

marcia slemer

É isso... simples e complexo assim!

Postar um comentário