1

"Peregrino... tire os olhos do que vê e coloque naquilo que não vê!"


Quero compartilhar com você uma reflexão totalmente influenciada pelo que eu e meu marido vivemos nesse carnaval.

Acompanhamos muito de perto, a morte súbita, inesperada e aos nossos olhos, improvável de um colega de trabalho dele. O cara sai de casa sem nada demais,nem febre, apenas sintomas de uma forte gripe, pelo menos sob a ótica dele, jurando que vai pegar a receita de um antibiótico e volta pra casa... mas lá mesmo fica com diagnóstico de pneumonia e no mesmo dia tem uma parada cardíaca, é entubado... como assim???
Acompanhamos a esperança da esposa e o desespero na piora, até o estado de pânico quando ele
faleceu na terça-feira de manhã.
Acompanhamos a filhinha de 5 anos que entre as brincadeiras, falava do pai e que pediu à mãe pra dar um beijo de boa noite no pai na segunda-feira quando a mãe voltou do hospital pra buscá-la... ela não deu o último beijo.
Acompanhamos o corpo gelado e imóvel dele e ajudamos a colocar no caixão para seguir pra funerária...

Tudo isso foi pra mim a última gota d'água... porque eu não sei quanto a você, mas eu particularmente não tive a sensação de "virada do ano", "tudo novo em 2010", Brasil vai ser melhor", "Dias melhores virão"...
E de fato, o ano iniciou com a sensação de amargo na boca...

Tragédia em Angra, enchentes intermináveis em São Paulo, tragédia avassaladora e indescritível no Haiti... parece que inauguramos o Apocalipse.

Parece que incorporamos a história do menino Alcides do Nascimento que nadou, nadou, nadou e morreu na praia. Um menino filho de uma ex-catadora de lixo, venceu o preconceito, a pobreza, as improbabilidades, nunca estudou numa escola particular, passou em primeiro lugar na Universidade Federal de Biomedicina de Pernambuco, e é assassinado no lugar dos bandidos, dias antes da sua formatura... sensação de Derrota!

E a gente fica com um ponto de interrogação impregnado na alma, e junto com ele, a desesperança vai ganhando território dentro de nós. De forma sutil, até imperceptível, o coração vai adoecendo. Eu passei a terça-feira inteira sem conseguir conter as lágrimas, diante da perplexidade, diante de tantas perguntas que eu tinha dentro de mim...

Provérbios 13:12a diz assim:
" A ESPERANÇA QUE SE ADIA, FAZ ADOECER O CORAÇÃO!"

Sim, porque são tantas más notícias, as vezes também, dentro de casa, na família... que elas vão penetrando nosso interior e fazendo enfermar nosso espírito.

E foi aí, diante do meu choro silencioso, introspectivo, aquele que tudo vê e tudo conhece, me chamou pra tirar os olhos do que eu vejo e colocar naquilo que não posso ver, porque isso procede da fé.

"Ora, a fé é a certeza das coisas que se esperam e a convicção dos fatos que se não vêem!" Hebreus 11:1

O Espírito Santo então, entre minhas lágrimas me trouxe a verdade novamente... me deu um belo "chacoalhão" cheio da graça e me conduziu de volta ao centro... vivi uma experiência que as respostas que Ele me trouxe aquietaram e pacificaram meu coração. Quero dividi-las com você.

1) Olhe para aquilo que já foi anunciado.

"Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as cousas que em breve devem acontecer... Bem-aventurados aqueles que lêem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo!" (Apocalipse 1: 1 e 3)

Tudo já foi anunciado, tudo está escrito, o fim da história foi escrita por Ele. Eu e você, não estamos dados a sorte... entregues as desgraças deste mundo... há um Deus, o único que tem nas suas mãos a caneta e tudo está escrito... até o ponto final.

2) Lembre-se quem é o Senhor da história.

"Quando o vi, caí a seus pés como morto. Porém Ele pôs sobre mim a sua mão direita, dizendo: 'Não temas, EU SOU o primeiro e o último, e aquele que vive; estive morto, mas eis que estou vivo pelos séculos dos séculos, e tenho as chaves da morte e do inferno. Escreve pois as coisas
que viste, e as que são, e as que hão de acontecer depois destas."
(Apocalipse 1: 17-19)

Nenhuma tragédia, terremoto, doença, dor, morte... nada pega Deus de "calças curtas"... e sua palavra continua sendo "Não temas", você está alicerçado em Mim, e em Mim, ainda que você passe pela tempestade, não estará só!

3) Lembre-se que você é peregrino em terra estranha.

"Pela fé, Abraão quando chamado, obedeceu a fim de ir para um lugar que devia receber por herança; e partiu sem saber aonde ia. Pela fé, peregrinou na terra da promessa como em terra alheia, habitando em tendas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa; porque aguardava a cidade da qual DEUS É O ARQUITETO E EDIFICADOR!"
(Hebreus 11:8-10)

"Na verdade, não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a que há de vir!"
(Hebreus 13:14)

Para muitos, a vida é só isso aqui, para nós, que temos nossa vida fundamentada em Jesus, não... a vida começa depois disso aqui na verdade.

"Você é peregrino"...sussurra o Espírito... "você está de passagem meu filho"... "aqui não é a sua casa"...

"Na casa de meu Pai, há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que onde eu estou, estejais vós também!"
(João 14: 2,3)

Ah meu querido... que bom quando o Espírito nos lembra de que estamos apenas de passagem...
que bom, quando Ele nos traz a memória as verdades inabaláveis que sustentam nossa breve jornada! Que bom quando Ele nos lembra que essa minha casa, não é minha casa... porque na minha casa, que Ele fez pra mim... vai ter a presença, a glória Dele; e enquanto esse dia não chega, o Espírito me segreda: "Eu moro aí... dentro de você!

Eu precisava ser sintonizada por Ele de novo... tenho muito mais pra compartilhar, mas por hora, fico por aqui... conto tudo na próxima postagem...