3

Quem pois conheceu a mente do Senhor?





Nessa fase da nossa história fomos profundamente marcados por Deus. Ele mesmo tinha fechado as portas, e Ele mesmo supria nossas necessidades. Um tempo de mãos vazias. Um tempo de experimentar o "nada ter" e o "tudo possuir". Sim porque não tínhamos de nossas próprias mãos o suficiente pra suprir nossa família, e a impotência diante das contas e necessidades, nos faziam adoecer por dentro, mas da mesma forma, passamos a assistir de camarote, a intervenção de Deus cada vez que as coisas ficavam insustentáveis.

" A Esperança que se adia faz adoecer o coração, mas o desejo cumprido é árvore de vida" Provérbios 13:12

No meio dessa tempestade regada a medo e angústia, numa manhã enquanto tomava café com meu marido, ele me disse: "tive um sonho esquisito hoje."

"Que sonho?"

"Sonhei que você estava grávida, e era um menino... sonhei com o nome dele..."

Tudo que não podíamos ter era um bebê.

Primeiro porque eu tinha colocado uma tela no intestino, no lugar da musculatura do abdômen, depois do desmame da Victória. E o médico tinha sido muito incisivo quando disse que eu nem sonhasse em ter mais filhos. Músculos cedem, esticam, tela não. Me lembro do olhar do Dr. Evaldo, quase suplicando enquanto ordenava: "Mocinha não se atreva a colocar sua vida em risco outra vez. Você não tem idéia do que é esse seu corpinho por dentro..." Eu obviamente que não sou tão maluca assim, lhe garanti que ele podia dormir em berço esplêndido: não iria acontecer...
E segundo, porque mal tínhamos pra nós três, nossa vida estava totalmente instável e sem perspectivas... só se eu fosse insana.

Sorri com ironia pro Rodney ainda sentada no balcão da cozinha e soltei: "Já pensou?"
Ele bateu três vezes no balcão, se livrando supersticiosamente do pensamento. É óbvio que fez isso brincando apenas pra deixar seu protesto evidente.

"Tá maluca??? Não sabe que você morre se tiver outro filho, você é toda costurada esqueceu?"
Claro que eu não tinha esquecido, era só pra ver se ele teria um treco...
Deletamos o sonho absurdo da mente e continuamos em busca de dias melhores.

Precisávamos inclusive desocupar o apartamento... não era mais pro nosso bico. E agora Senhor pra onde vamos? Em momentos de muita aflição, enquanto orava a respeito disso, o Senhor ministrou ao meu coração que eu pedisse pra proprietária para pagarmos só condomínio e IPTU... as vezes Deus propõe umas coisas malucas né? E a cara de pau pra ligar pra uma senhora ranzinza e dizer: "Olha querida, eu queria te sugerir que só por uns tempos, a senhora me deixasse no seu apartamento pagando só o condomínio e o IPTU, o aluguel a senhora esquece... o que acha?" Não, você não tem noção??? E olha que eu sou cara de pau... mas era demais pra mim.

Mas a idéia era fixa, sabe quando Deus te constrange a fazer uma coisa? Meu marido já querendo me internar dizia: "sei não Márcia, seus parafusos cairam no acidente..."

Numa outra manhã de sol exuberante, assim que o Rodney saiu pra trabalhar, fui para o meu quarto, eu tremia só de pensar na insanidade que estava por fazer... li a Bíblia, orei pedindo que Deus passasse óleo de peroba na minha cara e liguei para a proprietária do apartamento.

Comecei pedindo desculpas por ter nascido, kkkk e falei bem rápido o que eu queria pra não dar tempo dela entender, e eu poder dizer a Deus que tinha obedecido. Mas ela entendeu e deu um grito no telefone: "QUÊ???"

Eu agora queria pedir desculpas antes de morrer de ataque do coração.

"VOCÊ ESTÁ ME SUGERINDO PAGAR SÓ O CONDOMÍNIO E O IPTU??? SEM NENHUM CENTAVO DE ALUGUEL?" Acho que ela pensou: 'Era só o que me faltava ouvir antes de bater as botas...'

Meu "É" saiu mais fino do que a voz de um filhote de rato...

Ela ficou muda por uns instantes (tenho pra mim que foi o tempo que Deus fazia um milagre...rs) e respondeu ainda perplexa como se nem ela mesma tivesse acreditando na sua resposta:

"Só por uns tempos né?"

"Sim, só por uns tempos"

"Ok então"

Se eu tivesse asas, não faria a menor diferença, estava saltitando pelo quarto e quase pelo céu também...

Liguei pro meu marido lá do céu: "Meu querido meus parafusos não mais existem, mas os de Jesus coleguinha, estão todos em dia!!!" Mais um altar com meu Senhor que eu coleciono na vitrine da minha alma!

Se passaram uns quatro meses, já era hora de 'desocupar a moita', também não vamos nos aproveitar da bondade dos outros né? A procura por um apartamento que podíamos pagar se intensifica; e no meio disso tudo começo a passar mal de uma hora pra outra. Minha orelha logo se levanta e eu penso com meus botões: "Não pode ser." Faziam poucos meses desde aquele sonho descabido e eu fiquei totalmente perplexa com a situação.

O inocente do Rodney nem lembrava mais do sonho, e eu temerosa lhe disse: "Acho que estou grávida." Se quando eu brinquei ele ensaiou um enfarte, agora podia enfartar mesmo!

"Márcia, não pode ser, você tá brincando né?"

Estávamos estupefados primeiro porque eu me prevenia, segundo pela minha saúde e terceiro porque não tínhamos como sustentar um bebê, não naquele tempo...

Fui fazer teste de farmácia completamente angustiada por todo o contexto enquanto o Rodney ia para o trabalho. Nunca vou me esquecer da cena, no banheiro. Antes mesmo que a linha vermelha que certifica que o exame foi feito corretamente, a linha vermelha que indica "positivo" já tava passando para a cerâmica do banheiro. Eu em pé, abaixei a cabeça na pia e chorei, chorei, chorei... Depois fui pra minha cama e fiquei desconsolada sem entender... porque um bebê agora?
Eu pensava em tudo, tinha medo por mim sim, mas tinha medo de não termos condições de sustentar outra criança, tinha medo do que os outros iam dizer: "esses dois sem um pau pra dar num cachorro, arrumam outro filho?", tinha medo do que seria... e enquanto eu chorava não querendo aceitar a gravidez, me lembro também com clareza do consolo do Espírito Santo que me disse com ternura uma frase que eu jamais esqueceria: "Essa criança trará muitas alegrias ao seu coração!"

Pausa para uma observação: embora minhas razões fossem autênticas, havia em mim falta de fé... depois de tudo que eu já tinha vivido com Deus ainda duvidava, como ainda temia?
Havia também ingratidão... inconsciente, mas havia. Deus me presenteia e eu recuso?
Me exponho pra você, porque quero focar luz em um detalhe:

Apesar de você, apesar de mim, Deus nutre sonhos por nós e os traz à existência mesmo sem merecermos coisa alguma das mãos dEle. Ninguém merece. Ninguém tem mérito pra receber coisa alguma das mãos do Pai. E sua bondade e misericordia ainda nos consolam num momento de ingratidão. Ele ainda afaga nossos cabelos e sussurra: "filho, eu sei o que estou fazendo, espere só pra ver, meus sonhos são muito mais altos do que os seus..."

Também quero ministrar uma coisa ao seu coração que o Espírito me traz a memória:

Não importa o que os outros pensam. Não importa o que os outros vão dizer. Os outros sempre vão dizer alguma coisa. E esses outros, se amassem você de verdade, não falariam de você pelas costas. Não importa as críticas que farão... sempre haverá gente no caminho pra balançar a cabeça e estalar os lábios em sinal de desaprovação... mas deixa eu te dizer uma coisa: ninguém é capaz de processar a mente do Senhor. Ninguém é capaz de rastrear os seus caminhos. Ninguém é capaz de farejar os passos do Altíssimo... portanto, se você está entregue em suas mãos, se sua vida foi devolvida a Ele num ato de consagração: dane-se o que os outros pensam! Isso mesmo, basta o que ELE pensa. E quem te ama mesmo, talvez não compreenda como nem você as vezes compreenderá, simplesmente ama e ponto final.

Muito bem, grávida de quatro meses, nos mudamos para um apartamento não tão distante e eu agora, sabendo que seria mesmo a última gravidez, passei a curti-la intensamente. O bebê, ao contrário do que foi a gestação da Vivi, crescia com vigor e quando fiz o exame já sabia que era o menino de quem Deus tinha nos falado. Estava grávida de sete meses, e ainda não havíamos comprado nada para o bebê... eu só orava e sonhava com um quartinho mimoso. As vezes Deus nos deixa esperar mais do que a nossa ansiedade pensa que suporta... mas jamais nos deixa desprovidos de graça, bondade e manisfestações de amor.

Meu marido vendeu suas férias e me deu parte do dinheiro - o que podia - pra eu ir a cidade. Com quase oito meses, finalmente fui comprar as primeiras roupinhas, banheira, lençóis, fralda... tudo que um bebê precisa e o dinheiro não era suficiente pra tudo, mas eu comprei TUDO e um pouco mais! Cheguei em casa exausta com meu barrigão e na mesma proporção feliz com meu amado Jesus que anuncia desde sempre:


"Não fiquem preocupados a respeito de coisas: O que comer, o que beber e o que vestir. Porque vocês já tem a vida e o corpo -e eles são muito mais importantes do que o que comer, ou o que vestir.
Olhem os passarinhos! Eles não se preocupam com a comida - eles não precisam semear, colher, ou guardar comida - pois o Pai celeste de vocês os alimenta. E para Deus, vocês valem mais do que os passarinhos.
Será que com todas as preocupações juntas poderão acrescentar um único momento à vida de vocês?
E porque ficar preocupados com a roupa? Olhem os lírios do campo! Eles não se preocupam com isso.
Até o rei Salomão, em toda a sua glória, não se vestiu tão bem como qualquer deles.
E se Deus cuida tão maravilhosamente das flores, que hoje estão aqui e amanhã já desapareceram, será que Ele não vai, com toda a certeza, cuidar de vocês? Vocês tem uma fé muito fraca.
Portanto não se preocupem de forma alguma com a necessidade de comida e roupa suficientes. Não sejam como os pagãos! Pois eles se orgulham dessas coisas todas, e estão muitíssimos interessados nelas.
Mas o Pai celeste, que vocês têm, já sabe muito bem que vocês precisam delas, e Ele as dará as vocês, se O colocarem em primeiro lugar de suas vidas.
Portanto, não fiquem preocupados com o dia de amanhã. Deus cuidará do dia de amanhã para vocês também. Já é suficiente a preocupação de cada dia."
(Mateus 6:25-34)


Ah meu querido, o Pai celestial é Deus de detalhes que não nos desampara e tudo o que temos vem de suas próprias mãos. Isso ficou definitivamente impregnado dentro de mim, quando fomos resolver a questão do parto preocupados com a carência, visto que era um plano de saúde recente... o parto foi marcado para o dia 20/07/2004... pasme e não duvide: a carência de 10 meses que o plano de saúde exige para partos vencia dia 20/07/2004... a minha médica, na véspera me disse: "nós até podemos fazer o parto no dia 20 Márcia, mas para que não haja nenhum tipo de problema, vamos fazer no dia seguinte. Joshua nasceu dia 21 às 7:00 da manhã com quase 4 kilos!!! Detalhe irrisório: Num dos melhores hospitais de Recife! Qual o nome do Hospital? ESPERANÇA!!! Minha tela no intestino e abdômen? Foi pro espaço... tudo solto de novo... kkk

Na hora do parto, Dra. Ita, mulher de Deus, assim que me 'abriu' e começou a retirar o bebê, veio meu intestino junto, eu passando mal com a pressão caindo e uma sensação de morte terrível. Ela com medo de lesar um dos dois começou a orar... só a cabeça do bebê pra fora e eu me recordo que o choro dele foi ficando fraquinho até que finalmente tudo deu certo. Dra. Ita aliviada desabafa de bom humor: "minha querida, mesmo que você não quisesse eu faria sua laquiadura... Márcia, você não tem noção da bagunça que é seu corpo por dentro, só quem vê percebe o milagre de Deus." Era a mesma coisa que Dr. Evaldo já tinha dito, e mesmo com o relatório dele, Dra.Ita me disse que não fazia idéia que seria como foi...

Enquanto estava no hospital, o quartinho do meu bebê ganhava os últimos detalhes, papel de parede e uma linda cortina verde...
Voltei pra casa com meu garotão numa felicidade que não cabia no peito. Quanto zelo, quanto cuidado, quanta bondade e graça do Senhor. Quando vi aquele quarto todo prontinho, simples e lindo, tudo combinando... puxei a respiração e senti o cheiro do perfume do Pai que presenteia como ninguém mais sabe fazer.

Quero terminar aqui, deslumbrada diante daquilo que me traz esperança e desejosa de que o Pai afague seu coração e sua alma com seu amor inigualável! Transcrevo uma passagem que considero uma das mais gloriosas na Bíblia:
*
" Ó PROFUNDIDADE DA RIQUEZA, TANTO DA SABEDORIA, COMO DO CONHECIMENTO DE DEUS! QUÃO INSONDÁVEIS SÃO OS SEUS JUÍZOS E QUÃO INESCRUTÁVEIS OS SEUS CAMINHOS!
QUEM POIS CONHECEU A MENTE DO SENHOR?
OU QUEM FOI O SEU CONSELHEIRO?
OU QUEM PRIMEIRO LHE DEU A ELE PARA QUE LHE VENHA A SER RESTITUÍDO?
PORQUE DELE E POR MEIO DELE E PARA ELE SÃO TODAS AS COISAS.
A ELE, POIS, A GLÓRIA ETERNAMENTE. AMÉM. " (Romanos 11:33-36)
*
Sim Senhor, quem pode conhecer a sua mente?
Quem pode avaliar do que tu és capaz?
Quem pode dar limites e fronteiras ao teu agir e a tua graça?
Quem pode te dizer até onde ir, como ir e porque ir?
Quem pode perscrutar o teu caminho na vida de um homem?
*
Eu louvo, exalto e adoro o seu glorioso Nome que é sobre todo o nome, porque só tu és Deus,
Porque só tu operas milagres e prodígios sobre a terra com grande poder e glória,
Porque só tu te importas com gentinha como eu, pequena, ingrata e mesquinha...
Porque só tu dás a Vida a quem não tem razão para viver,
Porque só tu avaliza, abona, investe em pessoas fracas e necessitadas de tua Graça...
te amo Pai,
te amo por tudo que foi, por tudo que é, e por tudo que ainda será...
TE AMO PORQUE TU ÉS A MINHA SALVAÇÃO!
*
Nome do meu bebê? JOSHUA
que significa exatamente isso:
DEUS É A MINHA SALVAÇÃO!!!

Se você quiser, aí vai a sugestão de uma linda música que exalta o Pai!
http://www.youtube.com/watch?v=TCPnihEYeO4


3 comentários:

Anônimo

Como Ele eh fiel! Amiga temos vivido nesses ultimos 6 anos essa fidelidade diaria do Senhor, Ele nos surpreende em varias maneiras!! como eh bom viver pela Fe, crer que Ele vai suprir! e olha.... ELE supre! beijocas, Wania

Jéssica Emanuelle

Glórias somente a ELE!!! Oh Márcia nem preciso dizer que você é amada do Nosso Senhor!!! Beijos e Que o Nosso Pai Todo Poderoso, continue te abençoando e abençoando a toda sua família!!!

Rose

Voltei aqui e reli essa parte da história... As vezes quando desanimo eu volto aqui pra lembrar que para Deus nada é impossível...Rose

Postar um comentário