3

Ao cheiro das águas


Ah como eu almejei chegar até aqui com você!
Venho falando mais detalhadamente do que planejei sobre tudo o que Deus fez em minha vida!
Relembrei as dores e quase as senti novamente...
Chorei por dentro e por fora enquanto pisava num solo tão marcado da minha história...
Fui interrompida em algumas idéias minhas para dar lugar as Dele e escrever aquilo que o Espírito com simplicidade me conduzia...
Caminhamos quase com exaustão pelos dias tempestuosos, chuvosos e nublados, com algumas aparições radiantes do sol...

A chuva porém vem para regar a terra, para dessedentar os sedentos e anunciar uma nova estação... a PRIMAVERA!
A continuação do inverno, faz os dias serem tristes e parece que assim permanecerá para sempre... o perfume extasiante das flores e o cenário extravagante das cores, se desvanecem numa lembrança longínqua.

Ledo engano!!!

"PORQUE HÁ ESPERANÇA PARA ÁRVORE!
POIS MESMO CORTADA, AINDA SE RENOVARÁ, E NÃO CESSARÃO OS SEUS REBENTOS.
SE ENVELHECER NA TERRA A SUA RAÍZ E NO CHÃO MORRER O SEU TRONCO,
AO CHEIRO DAS ÁGUAS BROTARÁ... E DARÁ RAMOS COMO A PLANTA NOVA!"
(Jó 14: 7-9)

Ah! Como amo esse texto!

Ainda que seja cortada, ainda que envelheça e se esvaia sua vida... ainda que lançada no chão e lá morra parte de si... e ainda que ninguém mais julgue que ela possa se levantar e frutificar novamente... ainda que nem ela mesma creia em si e espere apenas o pior... ao cheiro das águas!
Antes que as águas lhe cheguem, apenas o cheiro lhe traz esperança! Nada mais é preciso... a água é eficaz o suficiente para fazê-la se reerguer e dar ramos como aquela que está no seu melhor momento! Que Deus é esse???

Quem pode transformar o cenário assim? Só Ele pode!

"ORA, A TUA JUSTIÇA, Ó DEUS, SE ELEVA ATÉ OS CÉUS. GRANDES COISAS TENS FEITO, Ó DEUS , QUEM É SEMELHANTE A TI?
TU, QUE ME TENS FEITO VER MUITAS ANGÚSTIAS E MALES, ME RESTAURARÁS AINDA A VIDA, E DE NOVO ME TIRARÁS DO ABISMO DA TERRA!"
(Salmo 71: 19-20)

Foi literalmente isso que vivi!
Algum tempo depois do acidente e ainda no processo de recuperação, precisei refazer os exames pra saber como estava a cicatrização interna de tantas cirurgias... o efeito de tantos remédios etc... afinal eu precisava me preparar para outra cirurgia: a colocação de tela nesse corpinho de intestino acomodado onde não era o seu lugar.
Refiz um monte de exames e levamos ao meu médico.
Ele com um ar não muito relaxado me sentenciou a queima roupa:
"Temos um problema!
"Não é possível! Mais cirurgia?" pensei.

"MÁRCIA VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA!!!"
Quase caí da cadeira e tive um enfarte fulminante! kkk
"Como assim Bial? Eu não era estéril??? O meu útero não fora 'profundamente' lesado?" (palavras do médico)

Uma informação que me foi dada depois, é que, após uma tragédia, existe em nós humanos, um "instinto animal de manter a espécie", e que a possibilidade de uma mulher engravidar nessa fase, aumenta muito... eu nunca parei pra investigar a veracidade da informação, mas uma coisa é fato, e creia se você quiser: eu engravidei no primeiro reencontro sexual depois do acidente!!!

Imagine, o desatino de gerar uma criança naquele corpinho disforme que você viu! Acrescente a realidade de que tudo era ainda muito recente e que a cicatrização não estava completa, e que eu tinha tomado muuuuuuuuuitos remédios fortíssimos e que uma gravidez num quadro como o meu, estava fora de cogitação pra qualquer médico que me acompanhava!!!

Voltamos para casa perplexos! O médico não me dava segurança alguma, apenas me fazia saber que seria uma gravidez de risco. E agora???
Começam as cogitações: "O melhor que você tem a fazer é abortar!"
"Márcia, Deus te deu a vida novamente e você vai colocá-la em risco outra vez?"
"Tire essa criança! Vocês acabaram de sair de uma situação terrível, não estão preparados pra mais esse desafio!"
Eu estava decidida: "Morre eu e a criança na mesa de cirurgia, mas essa gravidez vai até o fim!"

Como foi assustadora e difícil a gestação!
Minha primeira gravidez, eu ainda sentia necessidade de cuidar de mim e agora um bebê?
Eu ainda acordava muito a noite com pesadelos terríveis e chorava nos braços do meu marido quando os soluços o acordavam, ou no aconchego do travesseiro...
Tive enjôos terríveis nos primeiros quatro meses e eles me paralisaram... parei com fisioterapia, hidroterapia e todas as pias... eu não tinha ânimo pra nada e deixei sem dor no coração minha mão esquerda atrofiar de vez, principalmente os dedos indicador e polegar, foram afetados.

Aos seis meses, o médico se preocupa porque o bebê não cresce com deveria.
Seus órgãos estão normais, mais o crescimento é lento... e o inquieta: "Talvez tenhamos que tirar o bebê com sete meses e deixá-lo na incubadora..." dizia meu médico.
Seria as mãos do Médico dos médicos intervindo?
Seria aquele que conhecia o meu corpo por dentro e suas implicações, mantendo as coisas no seu controle?
Parece ridículo crer assim?
Então também é ridículo o que Jesus diz quando se refere ao cuidado que tem conosco:


"E quanto a vós outros... até os cabelos todos da cabeça estão contados!" (Mateus 10:30)


Ah! Ele é Senhor de todas as coisas e faz como quer e está no controle de tudo! Desde as coisas grandes (como deixar a Galáxia em ordem), como as insignificantes... eu e você!

"LEVANTAI AO ALTO OS VOSSOS OLHOS E VEDE. QUEM CRIOU ESTAS COISAS?
AQUELE QUE FAZ SAIR O SEU EXÉRCITO DE ESTRELAS, TODAS BEM CONTADAS,
AS QUAIS ELE CHAMA PELOS SEUS NOMES; POR SER ELE GRANDE EM FORÇA E FORTE EM PODER, NEM UMA SÓ VEM A FALTAR!!!"
(Isaías 40:26)

Aquele que chama as estrelas pelo nome e elas se apresentam... era o mesmo que cuidava de mim e do bebê que vinha pra florescer a minha vida, do meu marido, dos meus irmãos e de todos quantos estavam a nossa volta!

Era assim... uma barriga pra frente, outra pro lado, como você viu, um braço atrofiado... preocupação durante todo o tempo, pra completar, levei um tombo de barriga pra baixo com oito meses, (porque eu achava que era pouco... kkk) minha barriga ficou roxa uns bons dias...mas,

finalmente nasceu!!! (na primeira foto, Vivi está no colo do pai, instantes depois do seu nascimento e, na segunda, tínhamos acabado de chegar da maternidade com o pacotinho mais precioso das nossas vidas!)

Numa terça-feira... perdi meus pais...
numa terça-feira... ganhei minha filha ...
Foi uma festa sem precedentes!
Nasceu pequeninha, 2,700
Nasceu cheia de vida!
Quando uma assistente a colocou perto do meu rosto, ainda toda sujinha... ela parou de chorar e eu comecei...
Minha vida nunca mais seria a mesma!
Ela só podia ter um nome:
VICTÓRIA!

E minha alma só podia sentir um cheiro:

O cheiro das águas!!!

Deixa eu te dizer uma coisinha: Ele é o mesmo! O mesmo amor que você lê nas entrelinhas, Abba tem por você! Entenda: Deus tem vida pra sua alma! Deus tem um novo tempo pra sua história! Deus tem uma nova página pro seu coração! "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (João 10:10), é a proposta de Jesus. Aonde começa essa vida? Dentro de você. As outras coisas são acrescentadas... a árvore só pode florescer depois que a vida que está dentro dela, se manisfestar.

Quero sair de cena e deixar você com Ele...

Sinta o cheiro das águas de Deus sobre seu espírito... águas que saem do Trono...

Feche os seus olhos, renda-se a Jesus, o único que pode fazer tua vida brotar como a planta nova!
0

Os meus olhos vêem o que há de pior... os teus? Visualizam uma alma livre!!!



Esse era o meu corpo algumas semanas após o acidente...
E já que estou expondo minha alma, vou expor também o que era a minha realidade!
Se você vem caminhando comigo, vai lembrar-se de quando falei do estrago que o cinto de segurança que me fez... ele foi me rasgando do lado esquerdo do abdômen até chegar ao meu intestino e isso que você pode visualizar, onde parece um grande corte, é a marca do cinto de segurança.

Como eu te contei, não voltei com o lado esquerdo "fechado" para casa, nessa foto já está bem cicatrizado, tudo isso veio ainda aberto e quando eu pude ver, achei que havia muito pus, o que na realidade era a camada de gordura exposta...

Também toda a musculatura fora rompida do lado esquerdo, nada mais segurava, sustentava os órgãos no lugar... e o que antes era comprimido pela musculatura, agora tinha espaço de sobra. Quando o rompimento foi todo cicatrizado, a pele que se formou era muito fininha e parecia mais que havia sido doada pela mesma velhinha de 100 anos que citei em uma das últimas postagens, rsrs... e assim, o intestino foi ganhando espaço e tomando forma... esse volume todo que você vê era o próprio totalmente solto dentro de mim, achando-se o dono do meu corpo...

Não era fácil olhar no espelho...
Não era prazeroso tirar a roupa...
Não era simples viver o meu papel "mulher"...
Muito menos ser "esposa"...
Minha cabecinha imatura de 23 anos não sentia-se pronta...

Eu estava apenas dentro de um turbilhão sem entender coisa alguma, mas ainda assim, vivendo por forças que não eram minhas, e isso sempre foi claro pra mim. Enquanto eu era incapaz de formar o quebra-cabeça, transtornada por tantas informações dolorosas ao mesmo tempo e o tempo todo... Deus estava reunindo, formando peças, trabalhando meticulosamente, naquilo que seria mais tarde um quebra cabeças montado, refeito e criado para a Glória tão somente Dele!
Deus não fica devendo nada pra ninguém...
Nunca seu propósito será "destruir", mas sempre "RECONSTRUIR COM GRAÇA"...

O profeta já clamava a milênios: " VINDE, E TORNEMOS PARA O SENHOR, PORQUE ELE NOS DESPEDAÇOU E NOS SARARÁ... FEZ A FERIDA E A LIGARÁ. DEPOIS NOS REVIGORARÁ E NOS LEVANTARÁ E VIVEREMOS DIANTE DELE. CONHEÇAMOS E PROSSIGAMOS EM CONHECER AO SENHOR: COMO A ALVA, A SUA VINDA É CERTA! E ELE DESCERÁ SOBRE NÓS COMO A CHUVA... COMO A CHUVA OPORTUNA QUE REGA A TERRA!" (Oséias 6:1-3)

Mesmo quando Deus se utiliza da dor e da perda... nunca será pelo prazer de nos fazer sofrer e provar assim sua Força e Poder... sempre, indubitavelmente, Ele se utlizará do que nos fere para nos tornar muito melhor! Num exemplo infantil e óbvio, eu, que passei pelas mãos de tantos médicos, por tantas horas, posso dizer que nenhum dos cirurgiões que me operaram em tantas partes diferentes do corpo, nenhum deles se utilizou de um bisturí com compaixão... nenhum deles teve misericórdia na hora de cortar, tirar, mexer, refazer, alterar, ferir, costurar... nem na hora dos curativos, nem na momento que eu acordada chorava enquanto eles retiravam os drenos... e porque?

seria falta de humanidade? Seria crueldade? Insanidade? Jamais! Nenhum médico que eu conheça tem a impulsão mórbida de ver a dor e o sofrimento dos seus pacientes... pelo contrário, são tão humanos que querem gastar a sua vida em trazer a cura até onde lhes é possível... mesmo que para isso precisem ferir o corpo, estão salvando a ALMA!
Se humanos podem proceder com tal bondade... ah meu querido... quanto mais aquele que te criou, que te deu vida e te formou como único na face da terra! Se é preciso chorar Senhor para estar mais perto de ti... eis-me-aqui!
*
Meu corpo estava no seu pior momento,
mas meu espírito rumava para Liberdade...
minha alma se desprendia das coisas dessa terra...
minha visão começava a experimentar a limpidez...
meus ouvidos principiavam a ouvir uma voz há tanto sufocada...
meu coração agora anelava por aquilo que eu sabia teoricamente que era possível...
um ser humano... um ninguém, um qualquer, relacionar-se intimamente com o Criador dos céus e da terra!
Quem ama quer fazer crescer...
Quem ama quer tornar o amado o que de melhor ele pode vir a ser...
Quem ama faz o que for preciso, mesmo que lhe custe, mesmo que lhe doa, para que o ser amado viva o que a vida abundante tem pra lhe oferecer... e o ser amado que entende essa verdade, só pode responder ao se criador de uma única forma:
*
"AINDA QUE A FIGUEIRA NÃO FLORESÇA,
NEM HAJA FRUTO NA VIDE;
O PRODUTO DA OLIVEIRA MINTA,
E OS CAMPOS NÃO PRODUZAM MANTIMENTO;
AS OVELHAS SEJAM ARREBATADAS DO APRISCO
E NOS CURRAIS NÃO HAJA GADO...
TODAVIA EU ME ALEGRO NO SENHOR,
EXULTO NO DEUS DA MINHA SALVAÇÃO.
O SENHOR DEUS É A MINHA FORTALEZA,
E FAZ OS MEUS PÉS COMO OS DA CORÇA,
E ME FAZ ANDAR ALTANEIRAMENTE!!!"
(Habacuque 3:17-19)
Aconteça o que acontecer,
Venha o que vier,
Custe o que custar...
Quem pertence ao Senhor, anda, vive, permanece acima das circunstâncias...
com um corpo talvez deformado...
com o coração talvez sangrando...
mas com a alma muito acima,
um espírito firmado Nele,
em processo de uma bela transformação...
e melhor...
SEM NEM SONHAR COM O QUE VEM A SEGUIR!!!