1

BANDEIRAS DE DEUS



Logo depois do episódio com "a moça" (leia a postagem anterior), um médico enfiou uma seringa no meu abdômen e voltou com sangue, a hemorragia não estancava, ele apenas disse: "direto para sala de cirurgia", lá ia eu de novo... acordei e a cirurgia ainda não tinha acabado, só ouvi um assistente: "ela tá acordando", aplicaram uma injeção no meu pescoço enquanto eu tentava gritar de dor e tamparam minha boca e nariz, acho que pra adormecer logo, ou morrer de uma vez, rsrs... na hora que acordei, eles já tinham me "fechado" a barriga, e estavam colocando uma veia da perna na axila do braço esquerdo. Meu braço (eu soube depois estava comprometido) e corria o risco de gangrenar e precisar de amputação.

Nem sei quanto tempo depois eu acordei, mas me lembro de acordar na UTI e passar a noite inteira agonizando por dores que eu nem sabia mais onde eram, nem onde começavam ou terminavam, ao lado de um leproso que gritava a noite inteira "eu to todo cagado"... e ninguém aparecia, e quando aparecia era pra brigar com o pobre homem. Hoje, eu até consigo rir dessa situação, mas não queira saber o que ela custa na prática, recheada de indiferença!

Mas sabe, Deus não estava indiferente nem distante de tudo isso, pelo contrário, como Ele estava presente e eu não sabia! Num desses momentos, eu não sei exatamente a ordem, se aproxima de mim um homem sobremaneira gentil, ele fazia carinho na minha cabeça, tentando remover com cuidado os cacos de vidro ainda impregnados no meu cabelo cacheado e comprido, o que ajudava muito a ficar tudo um nó só!

Ele se apresentou e nos seus olhos eu podia ver a ternura de Jesus "impregnada" nele também... puxa vida, quantas vezes o Senhor pôde se manifestar através de mim e de você? Quantas vezes Ele pôde acariciar uma cabeça com as nossas mãos? Quantas vezes Ele pôde olhar com amor e compaixão com os nossos olhos? Pastor Arnaldo, Jesus me amou e se compadeceu de mim através dos seus olhos, do seu afago e do seu interesse pela minha vida, eu sei que Ele fez isso vezes incontáveis através da sua vida, e um dia, esse olhar lhe será dado de forma indizível, face a face pelo próprio Jesus, o príncipe da Paz!!!

Esse homem, foi uma Bandeira de Deus, dizendo pra mim: "Minha filha, Eu Sou contigo... " De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei." Hebreus 13:5
Ele que finalmente entrou em contato com o meu marido e me trouxe notícias.
(Vou abrir um parêntesis pra contar um pouquinho do que Deus fez do outro lado...)

No dia 2, o Rodney, meu esposo ainda dormia afinal era feriado; logo cedo o telefone toca e era a Agência Funerária perguntando sobre os caixões. Ele ficou muito assustado, porque nem sabia ainda do acidente, e imaginou que por ser dia de finados, era um trote. Mas a pessoa da agência deu o número da placa do carro, ele ligou pra polícia rodoviária e certificou o acidente... pânico pra ele e para os meus irmãos que moravam ao nosso lado! A notícia começou a se espalhar como fogo num incêndio, mas eles ainda não sabiam que havia uma sobrevivente, e depois quando souberam, apenas informaram que era uma mulher, mas não sabiam dizer quem... quanto tumulto, dor, desespero pra todo mundo que nem sabia o que fazer numa hora dessas... mas pra Deus não, Ele estava no controle de todas as coisas! Cuidava pessoalmente de mim em Campos, e de todos os que sofriam nessa hora.

Meu marido e um dos meus irmãos Paulinho, foram para o Rio de Janeiro, porque não havia voo direto pra Campos de Goitacazes, e o meu outro irmão Marcos, foi direto para Guarapari, onde seria o enterro dos quatro. Quando pousaram no Rio, receberam uma ligação avisando que a sobrevivente era eu, e no meio de tanta dor, puderam agradecer a Deus pela minha vida! E agora? Como ir pra Campos? Ônibus não tinha naquele horário, avião não fazia esse trajeto, táxi? Um absurdo! Ah! Mas existe um Deus que vai na frente abrindo os caminhos e fazendo o que ninguém mais pode fazer... O Rodney e o Paulinho já estavam desesperados sem saber o que fazer, meu marido teve a ousadia de contar pra um taxista a necessidade deles, esperando um milagre; e o milagre aconteceu!!! Aquele homem se compadeceu, e movido pelo Senhor, levou os dois num trajeto de 4 horas pra chegar até Campos e mais 4 pra voltar apenas pelo valor do combustível!!! Aquele homem perdeu seu dia todo de trabalho para abençoar pessoas que ele nem conhecia, eu sei que Deus não se esqueceu disso, e eu também desejo não me esquecer.

Que Deus é esse? Quantas Bandeiras silenciosas Deus finca no nosso caminho... bandeiras no vale da sombra da morte, que anunciam: "Não temas porque Eu sou contigo, não te assombres porque Eu Sou o teu Deus; Eu te fortaleço e te ajudo com a minha destra fiel." Isaías 41:10

Quando chegaram, não puderam me ver, mas foram recebidos por um casal (contatados pela minha prima em Guarapari), que lhes hospedaram de forma indescritível e assistiram em todas as suas necessidades, eu nunca os conheci, mas fico sem palavras diante do que fizeram por eles e por mim, até sem carro ficaram, pra que os dois pudessem cuidar das coisas do enterro, e de mim também... você percebe quantas bandeiras de Deus? Consegue ver as que Deus coloca no seu caminho? Elas estão aí, bem pertinho de você!
As vezes nós queremos manifestações de Deus, queremos que Deus fale, que Deus nos toque, que Deus apareça, que Deus se revele... e Ele está fazendo isso o tempo todo! Mas sem estardalhaço, sem alarde, pelo contrário, em completo silêncio...

Deus não precisa gritar pra anunciar o seu cuidado,
Deus não precisa aparecer de vestes brancas pra se fazer presente,
Deus não precisa dizer o que está fazendo por nós,
Ele simplesmente faz e deixa seu perfume por onde passa e nós embasbacados apenas compreendemos: "Deus esteve aqui e eu não sabia..."
 

As bandeiras de Deus... sugiro que você as perceba no seu caminho, te garanto que fica mais leve a jornada!


1 comentários:

Anônimo

Irmã, tenho vivido exatamente o que vc fala acima, Deus tem levantado pessoas na minha vida em silêncio, que as vezes fico sem acreditar.
Diante de um acidente do meu esposo que foi gravissimo.
Conceição Brito

Postar um comentário